quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Planaltina, cidade com a maior área rural do Distrito Federal é visitada pelo Secretário de Agricultura.

O Secretário de Agricultura Lúcio Valadão e sua equipe se reuniram na quinta-feira passada (20/01) com o Administrador Regional, Prof. Nilvan Vasconcellos, para discutir o direcionamento a ser dado à cidade com maior área rural do Distrito Federal. Com grande potencial agrícola, Planaltina é hoje um centro de referencia para produtores rurais, fato que não passou despercebido pelo novo Secretário que se mostrou interessado e disposto a manter um diálogo aberto com a Administração.
O Secretário frisou a importância dos Conselhos Regionais de Agricultura que serviriam como um canal entre o governo e as comunidades locais. Existentes em muitas localidades do Brasil, os Conselhos estão em estágios de amadurecimento diferenciados, sendo que o Conselho de Agricultura do Distrito Federal nunca se reuniu para efetivas deliberações. A Secretaria de Agricultura irá trabalhar para a valorização destes e para isso contará com o apoio da Administração de Planaltina.
Comungando dos mesmos ideais o Administrador e Secretario manterão uma agenda de reuniões com os Conselhos para que sejam avaliadas as políticas públicas e direcionados os recursos disponíveis.
Como primeiro compromisso, Administrador e Secretário participaram nesta quarta-feira (26/01) de uma reunião com a Associação dos Produtores do Núcleo Rural Santos Dumond de Planaltina – DF. Em pauta, a reforma e reestruturação do canal que leva água da bacia do Ribeirão Pipiripau aos moradores daquela região.

Conhecedor do Projeto Produtor de Águas, programa para revitalização de bacias hidrográficas, o Secretário Lúcio Valadão e o Administrador Prof. Nilvan juntamente com o chefe da Casa Civil do GDF, Jacques Pena, o Presidente da Emater, o Secretário do Centro Oeste do Ministério da Integração Nacional, Marcelo Dourado, bem como representantes da ADASA, CAESB, ANA, produtores rurais e técnicos que tomaram conhecimento da real situação do canal que abastece os agricultores do Núcleo Rural Santos Dumond com a água retirada da bacia do Ribeirão Pipiripau.   
Após apresentação do Vice-presidente da associação dos agricultores, João Rocha, o senhor Marcos Assad, presidente da Associação, demonstrou toda a trajetória do canal com exposição dos problemas e apresentação de dados para que fossem analisados.
O canal que abastece 84 chácaras, cada qual com área média de 7 hectares, do Núcleo Rural Santos Dumond foi construído em 1984 entrando em funcionamento efetivo em 1989, mas já em 1992 foram apresentadas as primeiras problemáticas levando a várias discussões e propiciando a assinatura em 2002 de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) regulando a utilização e vazão do canal. O fato deste estar acima do local onde a CAESB também tem captação ocasionou conflito de interesses. Com a assinatura do TAC, a conscientização dos agricultores e o excelente trabalho da associação a situação mudou. “O que era conflito virou parceria”, essas foram as palavras do vice-presidente da associação ao se referir à sua relação com a CAESB.
Segundo os dados apresentados o canal possui uma extensão de 1880 metros que juntamente com os secundários totalizam 9.822 metros. Este tem vazão inicial de 450 litros por segundo, mas infelizmente ao fim do percurso das águas só restam 200 litros utilizáveis. Com a perda pela evaporação, rachaduras no canal e nos reservatórios temos um desperdício de algo em torno de 250 litros de água por segundo.
A solução é uma reforma no canal ou uma reestruturação no mesmo para que seja feito via tubulação ou tecnologia semelhante. Com isso poderíamos chegar a uma economia de água que iria abastecer uma região com 70.000 habitantes. Não só o agricultor receberia mais água como também a receberia de melhor qualidade. Mais ainda, o fato de o canal reduzir sua vazão de água implica diretamente no aumento da possibilidade da CAESB fornecer água às residências urbanas de Planaltina.
Mas para que tal obra seja realizada terão que ser desembolsados mais de 4 milhões e meio de reais (R$4.630.275,00) dos cofres públicos. É uma quantia que pode até parecer vultuosa, mas que a longo prazo poderá garantir abastecimento de água a muitas casas proporcionando melhor qualidade de vida. 

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Visita do Secretário da Criança à Administração de Planaltina

Nesta quinta-feira (21/01) a Administração Regional de Planaltina recebeu a visita do Secretário da Criança, Dioclécio Campos Júnior e sua equipe. Acompanhado do Administrador, Prof. Nilvan Vasconcellos, e os Conselheiros Tutelares Júlio Cezar, Marcos Paulo, Alderione Camelo, Antônia Vieira e Elaine Campos, fez uma visita as atuais e futuras instalações do Conselho Tutelar local.
Em conversa informal debateram sobre as condições do local de trabalho dos Conselheiros. O Secretário visitou as dependências do Conselho Tutelar instalado na própria Administração onde detectou as dificuldades sofridas. Em seguida foram todos verificar as obras da futura sede (antigo DETRAN local)
Demonstrando interesse em atender à necessidade, foi firmado um acordo de colaboração entre Administração, Conselho Tutelar e Secretaria da Criança para a implantação de uma nova sede para o Conselho Tutelar e melhoria da estrutura de atendimento.
A visita foi concluída com uma sessão de fotos junto à réplica da pedra fundamental, marco da cidade, existente em frente da Administração.
               

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Posse do Administrador Professor Nilvan.

Posse do Administrador Regional de Planaltina
“Um novo caminho para Planaltina”

                Às 20:00 horas do dia 06 de janeiro de 2011 deu-se inicio à apresentação do novo Administrador de Planaltina, Prof. Nilvan Pereira de Vasconcellos.  A cerimônia foi presidida pela Prof. Eduarda, Vice Diretora do CEF Nossa Senhora de Fátima e amiga do Administrador. Em um clima de confiança, todos estavam cientes da importância da solenidade que trouxe ao Ginásio de Funções Múltiplas mais de 300 pessoas entre autoridades, amigos e diversas representatividades de toda a sociedade planaltinense.
                Ilustres representantes prestigiaram o evento. Dentre eles Coronel Rosback, Comandante Geral da Polícia Militar, Prof. Maria América, Administradora de Sobradinho, Doutor Maurício, diretor do Hospital Regional de Planaltina, Prof. Olgamir Amâncio, Secretaria da Secretaria da Mulher, Claudio Abrantes, Deputado Distrital, Prof. Marcelo Bizerril, responsável pelo podo da Unb em Planaltina e Sr. Milton, diácono da Paróquia São Vicente de Paula. Estavam presentes ainda representantes dos partidos políticos , como: Oliver, (PCdoB), Adevaldo Pereira e Reuza Durço (PT), José Claudio (PPL), Ailton (PSB), Wilder Araújo (representante do Dep. Joe Vale), Paulo Maria (PTB de Planaltina de Goiás), Joazinho e Diacis
(PPS de Planaltina de Goiás), Ivan Frota (PSDB de Planaltina de Goiás) e Alaide Oliveira (Chefe de Gabinete do Ministro de Planejamento). Também estavam presentes outras representatividades da comunidade planaltinense, sendo estes: Dr. Marcos Naves (delegado chefe da 16ª DF), Dr. Aélio Caracelli, (delegado chefe da 31ª DP), Célio Rodrigues (Associação comercial), Francisco (Associação dos feirantes), Marcio (Loja Maçônica 7 de setembro), Nilton Vaz (Conselho de Segurança de Planaltina), Edson Redondo (Associação do DER), bem como representantes de Conselhos Tutelares e Diretores das Escolas de Planaltina.
               Em poucas palavras o cerimonial discorreu sobre a história, a grandeza e o potencial de nossa região.  Todos os presentes à mesa ofertaram palavras de incentivo ao Administrador e à cidade de Planaltina. Expondo defeitos e a vontade de colaborar com a melhora os representantes dos setores de saúde, educação e segurança indicaram para uma convergência de ideais em prol da melhoria de nossa cidade.
Com a cortesia que lhe é peculiar, assumiu a palavra o Administrador tendo como primeiro ato o de solicitar ao antigo administrado, Sr. Geremias que subisse ao palco. Após um abraço se cumprimentaram e o ex Administrador ofertou palavras de congratulação e seus votos de boa sorte à nova Administração.
 O Prof. Nilvan Vasconcellos discursou destacando sempre o sentimento de amor por Planaltina. Frisou sobre os aspectos culturais e ecológicos latentes e primordiais para o desenvolvimento com qualidade de vida. Demonstrou interesse quanto a possibilidade de criar parcerias para desenvolvimento agrícola e econômico local. Como estratégia de administração pretende promover diálogo aberto com a comunidade diretamente e com suas lideranças bem como os órgãos institucionais locais a fim de promover o melhor atendimento à comunidade.
O  Administrador informou que firmando parcerias com os órgãos governamentais e a sociedade civil organizada poderá suprir a falta de recurso que tanto entrava as melhorias.   


                Como ponto chave destacou a missão pessoal e da equipe de despertar em cada cidadão planaltinense o amor por nossa cidade. Pede que cada um incorpore o mesmo ideal com os dizeres: “devemos cada um de nós ser o administrador da cidade”.

                Por fim, ao lado de sua família, convida a todos para que façam parte de uma família que é unida não só pelo sangue, mas pela ideologia e o amor em comum, amor de ser planaltinense.


 











terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Primeiros Desafios: Ponte do Córrego do Fumal.

Em 04 de janeiro de 2011 foi recebida pela Administração de Planaltina a informação de que a ponte situada à Avenida Goiás, com passagem sobre o Córrego do Fumal, estaria cedendo. Tal fato é decorrente do assoreamento no encabeçamento da ponte provocado em grande parte pelas chuvas e falta de manutenção. O administrador de Planaltina, Prof. Nilvan Vasconcellos, se dirigiu ao local para fazer uma análise do ocorrido. Foram feitas as primeiras avaliações e providências.
 A avenida foi interditada pela policia militar e a Defesa Civil, por meio do Coronel Vicente, que encaminhou uma unidade para a ponte. Com a equipe do 14º Batalhão composta pelo Sargento Martins, Sargento Celso, Cabo Almeida Soldado Castro, constatou-se que muito embora tenha cedido parte da ponte a estrutura não foi abalada.
 Fotos do local revelam que a situação já era precária, sendo este o motivo que ensejou a ruptura. A parede que fazia a proteção no encabeçamento da ponte já havia cedido em parte (foto) e a manutenção não foi feita. Sob a responsabilidade da NOVACAP, a manutenção da via restou-se precária, fato já solucionado com a reforma. O buraco causado pela ruptura  foi  pavimentado  e a  parte do encabeçamento da ponte foi refeito.
O DER, após ser contatado pela administração, por intermédio do Engenheiro Fábio Cardoso da Silva, procedeu com a imediata reforma por meio da equipe do encarregado Jaime e Elenir (supervisor).
Foi promovida a manutenção tanto corretiva quanto preventiva para evitar futuros problemas na outra cabeceira da ponte.
Cabe ressaltar que muito embora as providências tenham sido tomadas imediatamente após o conhecimento do fato, devido às constantes chuvas decorrentes deste período, foi feita uma previsão de que a manutenção só teria término no prazo de 3 dias.
              
            
           Mesmo com a previsão de manutenção, 2 dias após a constatação do defeito, feitos os devidos reparos, o trânsito se normalizou.

Com a fortificação da estrutura a população que reside nas redondezas retomará seu trajeto normal com toda a segurança.